Arquitetura

Telhado Verde, uma alternativa que une sustentabilidade, arquitetura e design

Também chamado de cobertura vegetal ou jardim suspenso, o telhado verde é um sistema construtivo caracterizado por uma cobertura vegetal feita com grama ou plantas.
Essa alternativa paisagística une sustentabilidade, arquitetura, design e utilidade. Com isso, embeleza de forma ímpar o local, garante maior valorização ao imóvel e traz diversos outros benefícios que iremos explicar.

Constituição do telhado
Os sistemas e materiais empregados podem variar bastante, mas em uma aplicação típica, a montagem de um telhado verde pode ser feita diretamente sobre uma laje, aplicando-se as seguintes camadas em sequência:
a. camada impermeabilizante: normalmente feita com mantas sintéticas, que irá proteger a laje contra infiltrações;
b. camada drenante: serve para drenar a água e também como filtro. Pode ser feita de brita, seixos, argila expandida ou com mantas drenantes de poliestireno;
c. camada filtrante: serve para reter partículas e pode ser feita com um geotêxtil;
d: membrana de proteção contra raízes: serve para controlar o crescimento de raízes da vegetação;
e. solo e vegetação.
Existem sistemas modulares em que os módulos já vêm prontos com a vegetação e, ainda, sistemas que empregam pisos elevados que armazenam a água das chuvas para posterior irrigação da vegetação.

Vantagens
– O telhado verde absorve cerca de 90% mais calor que essas construções tradicionais. Dessa forma, evita-se a formação de ilhas de calor, e a temperatura no interior da obra é mantida amena, impedindo que o calor entre durante o verão ou saia durante o inverno;
– As plantas produzem oxigênio, melhorando a qualidade do ar das proximidades;
– Regula a umidade do ar no entorno da edificação;
– A vegetação e a terra ajudam a drenar as águas da chuva, contribuindo assim para a diminuição de enchentes e alagamentos nas cidades;
– Quanto mais telhados verdes, menos poluição! A vegetação absorve carbono e outros gases resultantes da poluição e libera oxigênio na atmosfera;

Vegetações mais indicadas
Isso depende da estrutura da obra. Em geral são utilizadas plantas nativas por serem mais resistentes às variações do clima. As gramas esmeralda, russélia, amendoim, clusia e aspargo são excelentes sugestões. Em lajes, ainda é possível decorar com móveis para área externa e, dessa forma, criar um maravilhoso espaço de recreação.
O telhado verde também é usado para o cultivo de pequenas hortas e jardins com flores e arbustos. A manutenção é semelhante à limpeza de jardins e quintais tradicionais. Para facilitar ainda mais, é preferível escolher uma vegetação de crescimento lento e porte baixo.

Qualquer imóvel pode ter um telhado verde?
A princípio, qualquer imóvel pode ter um telhado verde. A camada vegetal pode ser implementada em qualquer tipo de construção (metal, concreto ou madeira) e sua montagem dependerá do tipo de estrutura. No entanto, é imprescindível que um engenheiro civil seja contratado para avaliar se a estrutura da obra comportará o peso extra da vegetação.
Se a edificação já é existente e não suporta o telhado verde, é possível adapta-la com uma reforma e/ou reforço estrutural.
Os custos desta aplicação podem variar consideravelmente de acordo com o sistema adotado e a mão de obra disponível, mas já existem empresas que fabricam módulos que facilitam a implantação e tornam a escolha mais viável.

Gostou? Nos siga nas redes sociais.

Produce Engenharia

A Produce Engenharia surgiu da união de profissionais do ramo que buscam soluções que tragam inovação, economia e segurança às obras. Aliando a teoria à experiência empírica, oferecemos soluções únicas para cada obra, objetivando o baixo consumo de materiais, e sempre respeitando as normas vigentes.